(11) 3831-1338

Coaching

Uma ferramenta para desenvolvimento de competências de liderança

O Coaching começou no mundo executivo por causa de alguns movimentos que aconteceram na história corporativa. Quando as empresas cresciam, elas acabavam perdendo o controle e traziam consultores para fazer a sincronia novamente. Os consultores acabavam sendo mal vistos porque sempre apontavam os erros. Os Consultores iam embora e os problemas voltavam, algumas vezes até piores. Surgiu a necessidade de profissionais para trabalhar aspecto do comportamento.

Em grandes empresas, fica complicado liderar tantas pessoas, necessita-se de outros lideres, por isso criou-se a nova cultura dos mini-lideres atrás do líder. Como se faz para ensinar liderança para essas pessoas? O coaching veio para ensinar as pessoas a serem lideres de forma rápida e específica. Uma outra questão tem origem mais antiga. Apos a 2ª Guerra Mundial (nove meses depois, para ser preciso) muitos bebês nasceram. O fenômeno foi chamado de baby boom.

Essas pessoas têm uma característica em comum, por onde passam deixam suas marcas causando mudanças. Uma das características dessas pessoas é o baixo numero de filhos, por opção. Para garantir a aposentadoria eles investiram no mercado de ações. Isso foi positivo para o crescimento das empresas. Pelo efeito da globalização, para se tornarem viáveis e competitivas, as empresas precisam investir muito em pesquisa para lançar novos produtos. Para fazer dinheiro eles colocam mais ações no mercado. Os candidatos a aposentadoria compram as ações, assim todo ano a diretoria dessas empresas precisa encarar essas pessoas (os Baby Boomers) e prestar contas apresentando balanços fortes.

Para isso, passam a cortar custos e demitem os que ganham mais e promovem pessoas sem muita experiência (vivencia), principalmente com pessoas. Não dá muito certo. Surgiu então a necessidade de desenvolver lideres de forma rápida e precisa.

Pela própria necessidade, essa ferramenta é uma das mais testadas no mundo, por milhares de pessoas.



Coaching é

• Coaching executivo também é chamado Coaching de Liderança.
• É usado como ferramenta de desenvolvimento e não ferramenta de emergência.
• Liderança é puramente comportamental, portanto Coaching trata de comportamento.
• Coaching é totalmente objetivo e mensurável.
• O Coaching é processo para desenvolver competência. Média de seis a dez semanas para cada competência. Uma competência por vezes, a menos que sejam complementares.
• Focado em ação e não em “insight”. O direito do insight é do Coachee, mesmo assim cada encontro deve terminar com uma ação para ser executada pelo Coachee. Essa ação deve aproximá-lo de sua meta de competência.
• Processo de Coaching não garante resultado, mas o melhor processo para chegar lá.
• O Coaching aumenta a auto responsabilidade. Trabalha para retirada do conceito de que alguém tem que fazer algo, mudando para: Eu sou responsável em criar o que eu quero.
• Trabalha com o mundo real, por exemplo: “Nessa empresa não promovem mulheres”. Em coaching isso é apenas um dado, uma condição. O papel do Coach é ajudar ao Coachee a identificar o que fará com essa realidade.


Diferença:

Consultor: Analisa processos e sugere melhorias. Dá respostas.

Mentor: É aquele que conhece o negócio e por isso ele dá dicas. Normalmente é alguém de dentro da empresa. É essencial ao mentor conhecer o negócio, o mercado, a cultura da empresa para dar dicas de carreira. Um diretor pode ser mentor do gerente (dentro da mesma empresa) É alguém mais experiente naquela cultura. Aconselha

Coaching: O Coach conhece a técnica e a aplica para que o Coachee identifique e escolha a competência que ele irá desenvolver e como o fará. Aplica a técnica.

Fonte: Portal Sebrae

trabalhe conosco

Acreditamos que as pessoas fazem a grande diferença na consolidação dos negócios. Se você está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, conheça nossas oportunidades disponíveis e cadastre seu currículo agora mesmo.